logo-alto-tiete

blog Alto Tietê

Por que evitar o greenwashing?

Por que evitar o greenwashing?

O greenwashing é uma prática que demonstra uma enorme irresponsabilidade ambiental por parte de um empreendimento, sendo um conjunto de atitudes a serem evitadas pelas empresas e identificadas pelos consumidores.

Com o fortalecimento da pauta sustentável e a crescente necessidade de repensar as formas de produção da nossa sociedade, há marcas que se aproveitam do assunto para criar uma imagem enganosa a respeito de suas atividades.

Trata-se de uma conduta antiética e que pode trazer grandes prejuízos ao meio ambiente e à própria empresa que utiliza essa estratégia.

Neste post, explicaremos o que é o greenwashing e por que a prática deve ser evitada. Confira!

O que significa greenwashing?

O termo “greenwashing” vem do inglês e pode ser traduzido literalmente como “lavagem verde”, em uma analogia ao termo “brainwashing”, que significa “lavagem cerebral”.

Trata-se de um nome utilizado para designar a prática de diversas empresas que utilizam informações falsas para criar uma imagem mais sustentável frente aos consumidores, fazendo com que acreditem que os princípios e valores da marca estão alinhados com os seus.

Devido à crescente preocupação com o impacto ambiental gerado pela ação humana, a sustentabilidade tem se tornado uma tendência no mundo todo, especialmente quando parte de empresas, com programas como o ESG.

Afinal, grandes marcas são responsáveis por processos produtivos em grande escala, de modo que quando assumem responsabilidade ambiental sobre suas atividades, o consumidor tende a enxergar essa atitude de forma positiva.

No entanto, nem todo empreendimento de fato aplica medidas efetivas para diminuir seu impacto ambiental, assim apenas aproveitando as vantagens de uma imagem sustentável e praticando o greenwashing.

A prática pode consistir em atitudes que vão desde a utilização de dados falsos acerca do processo produtivo da empresa até a utilização de termos vagos e genéricos, tais como “amigo do meio ambiente”, sem que ocorram, de fato, medidas efetivas nesse sentido.

Exemplos de greenwashing

Infelizmente, há muitos casos de greenwashing a serem observados no mercado, seja em quadros mais extremos, quando há manipulação de dados, ou aqueles que podem parecer inofensivos, quando a empresa apenas utiliza termos relacionados à sustentabilidade para se autopromover.

Em 2018 e 2019, o Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (Idec) realizou uma pesquisa cuja finalidade era identificar práticas de greenwashing por parte de empresas referentes aos produtos de higiene, cosméticos, limpeza e utilidades domésticas.

Entre os 509 produtos analisados que continham algum tipo de alegação ambiental, a pesquisa mostra que 48% consistiam em práticas dessa natureza, um número alarmante para o consumidor que tem como princípio um consumo sustentável.

Entre os problemas identificados, que indicavam a prática, estavam a apresentação de informações sem provas, inclusão de dados irrelevantes do ponto de vista ambiental e a utilização de informações imprecisas.

Além disso, instituições públicas também podem cometer erros que resultam na prática do greenwashing, como é o caso de Organizações Não Governamentais (ONGs) ou mesmo órgãos municipais, estaduais e federais que utilizam uma propaganda sustentável sem aplicar medidas efetivas.

Dessa forma, uma prefeitura, por exemplo, pode utilizar uma imagem ambientalmente responsável durante o período de eleições, mas sem haver praticado políticas públicas que promovessem a preservação da natureza e diretrizes mais sustentáveis.

Por que as empresas fazem essa prática?

A ação humana ao longo dos anos tem gerado grandes impactos ambientais, que colocam em risco o meio ambiente e também a vida humana, uma vez que dependemos dos recursos naturais que já estão em perigo de esgotamento.

Assim, a pauta ambiental tem crescido nos últimos anos, levando à criação de novas estratégias para a preservação da natureza e implantação de políticas públicas, tais como a Política Nacional de Resíduos (PNRS).

Esse fator já é de conhecimento geral e é preciso que as marcas e empresas se responsabilizem por suas ações, compreendendo o impacto gerado por suas atividades de produção.

Por esse motivo, os empreendimentos passaram a adotar medidas mais sustentáveis e que permitem a preservação de recursos naturais, tais quais os Planos de Gerenciamento de Resíduos Sólidos (PGRS).

No entanto, há empresas que, em vez de aplicarem medidas práticas para solucionar essas questões, apenas constroem uma imagem falsa para agradar o consumidor que tem esses valores como norteadores de um consumo mais sustentável.

O greenwashing, portanto, é uma forma de se beneficiar de pautas importantes e extremamente relevantes em um nível global para gerar a autopromoção da marca.

Trata-se de uma conduta de grande irresponsabilidade ambiental, uma vez que atitudes prejudiciais ao meio ambiente continuam ocorrendo e também de um enorme desrespeito em relação ao consumidor.

Como evitar esse tipo de erro?

Tanto as empresas quanto seus consumidores devem estar atentos à possibilidade de greenwashing e evitar que a prática tenha continuidade.

Ao adquirir um produto, é importante que o comprador esteja atento à presença de certificações, como a do Instituto Biodinâmico (IBD) e do Programa Nacional de Conservação de Energia Elétrica (PROCEL).

Outro fator a ser observado é se a marca fornece informações a respeito das atitudes que aplica de forma efetiva ou se são utilizados apenas termos vagos e imprecisos, que não indicam uma atuação prática.

Já a empresa em questão deve estar atenta à sua própria conduta, analisando se está efetivamente trabalhando em prol de uma atuação mais sustentável e ecológica.

Hoje em dia, o Brasil conta com políticas que devem ser seguidas pelo estabelecimento, tais quais a PNRS e o PGRS, para garantir que suas atividades não geram impactos ambientais negativos.

Há também diversas certificações que podem garantir ao estabelecimento a comprovação de que suas operações estão em conformidade com procedimentos mais sustentáveis e atitudes mais ecológicas.

Assim, todo estabelecimento que se preocupa com as consequências geradas pela sua atuação no mercado deve estar atento a esses fatores e garantir que esteja seguindo os procedimentos adequados.

Uma das maneiras de evitar o greenwashing, a partir da implementação de atitudes eficientes, é a contratação de um serviço especializado no tratamento e gerenciamento de resíduos produzidos pelos processos produtivos da empresa.

Para isso, você pode contar com o trabalho do Grupo Alto Tietê!

Com comprometimento e qualidade, oferecemos mão de obra para o processamento dos resíduos resultantes dos processos produtivos de empresas e comércios.

Acesse nossa página, confira mais detalhes a respeito dos nossos serviços e entre em contato conosco para melhorar a relação entre o seu empreendimento e o meio ambiente.

Últimos Posts

Por que evitar o greenwashing?

O greenwashing é uma prática que demonstra uma enorme irresponsabilidade ambiental por parte de um empreendimento, sendo um conjunto de atitudes a serem evitadas pelas

Leia mais »

Entre em contato

Siga nosso instagram

Curta nosso Facebook

Endereço

Av. Adhemar Pereira de Barros, 173
Jardim Santa Maria, CEP 12.328-300
Jacareí – SP

Atendimento

Segunda a sexta das 08h às 18h, exceto feriados

FIXO PARA TODAS AS REGIÕES

(12) 3591-0995

Institucional

E-MAIL

contato@grupoaltotiete.com.br

WHATSAPP

(12) 97405-1363

Equipamentos

AGÊNCIA WEB

DBGM Creative Studio

PARCERIA

MIDIASIM

© Alto Tietê Comércio de Resíduos e Serviços Ambientais Ltda. – Todos os direitos reservados.

Entre em contato

Siga nosso instagram

Curta nosso Facebook

Endereço

Av. Adhemar Pereira de Barros, 173
Jardim Santa Maria, CEP 12.328-300
Jacareí – SP

Atendimento

Segunda a sexta das 08h às 18h,
exceto feriados

FIXO PARA TODAS AS REGIÕES

(12) 3591-0995

E-MAIL

contato@grupoaltotiete.com.br

WHATSAPP

(12) 97405-1363

AGÊNCIA WEB

DBGM Creative Studio

PARCERIA

MIDIASIM

© Alto Tietê Comércio de Resíduos e Serviços Ambientais Ltda. – Todos os direitos reservados.

Endereço

Av. Adhemar Pereira de Barros, 173
Jardim Santa Maria, CEP 12.328-300
Jacareí – SP

Atendimento

Segunda a sexta das 08h às 18h,
exceto feriados

FIXO PARA TODAS AS REGIÕES

(12) 3591-0995

E-MAIL

contato@grupoaltotiete.com.br

WHATSAPP

(12) 97405-1363

AGÊNCIA WEB

DBGM Creative Studio

PARCERIA

MIDIASIM

© Alto Tietê Comércio de Resíduos e Serviços Ambientais Ltda. – Todos os direitos reservados.