logo-alto-tiete

blog Alto Tietê

[Grupo Alto Tietê] Resíduos inertes e não inertes: quais as diferenças?

Resíduos inertes e não inertes: quais as diferenças?

Essa divisão entre resíduos inertes e não inertes faz parte do processo de gerenciamento do lixo produzido no Brasil.

A partir da Norma Brasileira (NBR) 10004, de 2004, os resíduos sólidos são classificados entre perigosos e não perigosos, sendo o segundo grupo dividido entre aqueles que são inertes e os que não são.

A classificação dos materiais é feita com base em aspectos físicos, químicos e também biológicos, sendo uma etapa importante do gerenciamento de resíduos.

Neste post, explicaremos quais são as diferenças entre os resíduos inertes e não inertes. Confira!

Sobre o que se trata a NBR 10004?

A NBR 10004 é um importante documento criado pela Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT), que atua na regulamentação de diversos procedimentos conduzidos no país.

A norma em questão corresponde a um conjunto de diretrizes acerca da classificação dos resíduos sólidos, tendo em vista suas propriedades e potencial de risco ao meio ambiente e à saúde pública.

Dessa maneira, o documento indica quais são os resíduos perigosos, também chamados de classe I, e os não perigosos, que correspondem à classe II.

No segundo grupo, há ainda uma subdivisão, que determina a existência de resíduos inertes e não inertes, os quais consistem nas classes IIB e IIA, respectivamente.

A classificação de resíduos não consiste apenas em uma sistematização dos mesmos, mas é também uma etapa fundamental para o gerenciamento desses materiais.

Segundo as diretrizes estabelecidas pela NBR, é possível compreender quais itens possuem propriedades em comum e quais riscos podem trazer para o meio ambiente.

Dessa forma, é possível destinar corretamente cada grupo e garantir a redução do impacto ambiental gerado pelo descarte incorreto do lixo, como no caso dos lixões a céu aberto, que ainda ocorrem no Brasil.

Cabe ressaltar a importância de um bom gerenciamento de resíduos, tendo em vista a grande quantidade de resíduos sólidos gerada no país.

Exemplo disso é o levantamento de 2019, realizado pelo Fundo Mundial para a Natureza (WWF), que apontava a colocação do Brasil como o 4º maior produtor de lixo plástico no mundo.

O dado, que já é alarmante por si só, torna-se ainda mais preocupante com a observação de que apenas 1,2% desses resíduos são reciclados.

Nesse cenário, a classificação da NBR 10004, que estabelece as categorias de resíduos inertes e não inertes, é um importante procedimento para que seja possível determinar a melhor destinação para cada tipo de material.

Quais as diferenças entre resíduos inertes e não inertes?

As classificações estabelecidas pela ABNT, através da NBR 10004, levam em conta aspectos físicos, químicos e biológicos de cada tipo de material.

Isso significa que são analisadas as propriedades dos materiais presentes na composição de cada tipo de resíduo, de modo que seja possível agrupá-los e dar a eles um destino adequado.

Dessa maneira, há importantes diferenças entre os resíduos inertes e não inertes, que motivam a criação de categorias distintas, as quais deverão passar por processos particulares.

Assim, é possível estabelecer a melhor forma de proceder ao lidar com cada um desses grupos, reduzindo riscos ambientais e gerando práticas mais sustentáveis.

Resíduos inertes

Os resíduos de classe IIB, ou seja, os inertes, são caracterizados por não passarem por transformações químicas, físicas ou biológicas ao entrarem em contato com a água, mantendo cada um desses aspectos inalterados por um longo período.

Isso significa que esses materiais não passam pelo processo de decomposição ou por qualquer alteração em sua composição em decorrência do passar do tempo.

Dessa maneira, não liberam substâncias químicas prejudiciais ao solo ou à água, especialmente quando em contato com esses ambientes.

Alguns exemplos desse tipo de resíduos são:

  • entulhos de demolição,
  • pedras,
  • areia,
  • sucata de ferro.

Como deve ser feito o gerenciamento?

Todo processo de gerenciamento começa pela identificação dos materiais com os quais se está lidando, nesse caso, verificando se são resíduos inertes ou não inertes.

Além disso, a criação de um bom plano de gerenciamento envolve também a implementação de medidas que reduzam a produção de lixo do empreendimento ou instituição.

Ao fim do processo, é preciso destinar corretamente os materiais, de modo a reduzir impactos ambientais.

No caso dos resíduos inertes, é possível que passem por procedimentos de reciclagem ou então que sejam enviados aos aterros sanitários.

Investir no reaproveitamento dos materiais descartados é uma alternativa mais sustentável, tendo em vista a possibilidade de preservação de recursos naturais e do meio ambiente, de modo geral.

Não inertes

Os resíduos não inertes, ou classe IIA, por sua vez, apresentam características distintas.

Os itens que compõem o grupo compartilham a ausência de alguns traços, sendo importante notar que esses resíduos não são inflamáveis, corrosivos, tóxicos ou patogênicos.

No entanto, mesmo estando incluídos na categoria de não perigosos, não é possível afirmar que o grupo não apresenta riscos para o meio ambiente e para a saúde do ser humano, que depende também da preservação da natureza.

De modo geral, podemos afirmar que a principal diferença entre resíduos inertes e não inertes é que estes últimos são biodegradáveis, comburentes ou então solúveis em água.

Por esse motivo, embora não sejam compostos por materiais perigosos, podem gerar poluição ambiental, sujando o solo e a água.

Exemplos desse tipo de resíduo incluem:

  • restos de alimentos, 
  • fibras de vidro,
  • lama de sistemas de tratamento de água,
  • materiais têxteis.

Como deve ser feito o gerenciamento?

Mais uma vez, é importante ressaltar a necessidade de um gerenciamento de resíduos que seja eficiente e garanta a preservação do meio ambiente, promovendo uma atuação mais sustentável por parte de empresas e instituições.

Assim, é necessário elaborar medidas que reduzam a produção de lixo, incluindo os resíduos inertes e não inertes, de modo a contribuir com a diminuição dos impactos ambientais gerados pela ação humana.

Além disso, o processo de produção do empreendimento torna-se mais eficaz quando há um bom gerenciamento de resíduos, permitindo a diminuição do desperdício de materiais, por exemplo.

Dessa maneira, para garantir que o procedimento seja conduzido de maneira apropriada, com o tratamento e a destinação adequados para cada tipo de resíduo, a presença de profissionais qualificados se torna essencial.

Agora que você já conhece as diferenças entre resíduos inertes e não inertes, só falta conhecer o Grupo Alto Tietê!

Com qualidade e comprometimento, oferecemos mão de obra para o processamento dos resíduos resultantes dos processos produtivos de empresas e comércios. e conheça nossos serviços.

Últimos Posts

Por que evitar o greenwashing?

O greenwashing é uma prática que demonstra uma enorme irresponsabilidade ambiental por parte de um empreendimento, sendo um conjunto de atitudes a serem evitadas pelas

Leia mais »

Entre em contato

Siga nosso instagram

Curta nosso Facebook

Endereço

Av. Adhemar Pereira de Barros, 173
Jardim Santa Maria, CEP 12.328-300
Jacareí – SP

Atendimento

Segunda a sexta das 08h às 18h, exceto feriados

FIXO PARA TODAS AS REGIÕES

(12) 3591-0995

Institucional

E-MAIL

contato@grupoaltotiete.com.br

WHATSAPP

(12) 97405-1363

Equipamentos

AGÊNCIA WEB

DBGM Creative Studio

PARCERIA

MIDIASIM

© Alto Tietê Comércio de Resíduos e Serviços Ambientais Ltda. – Todos os direitos reservados.

Entre em contato

Siga nosso instagram

Curta nosso Facebook

Endereço

Av. Adhemar Pereira de Barros, 173
Jardim Santa Maria, CEP 12.328-300
Jacareí – SP

Atendimento

Segunda a sexta das 08h às 18h,
exceto feriados

FIXO PARA TODAS AS REGIÕES

(12) 3591-0995

E-MAIL

contato@grupoaltotiete.com.br

WHATSAPP

(12) 97405-1363

AGÊNCIA WEB

DBGM Creative Studio

PARCERIA

MIDIASIM

© Alto Tietê Comércio de Resíduos e Serviços Ambientais Ltda. – Todos os direitos reservados.

Endereço

Av. Adhemar Pereira de Barros, 173
Jardim Santa Maria, CEP 12.328-300
Jacareí – SP

Atendimento

Segunda a sexta das 08h às 18h,
exceto feriados

FIXO PARA TODAS AS REGIÕES

(12) 3591-0995

E-MAIL

contato@grupoaltotiete.com.br

WHATSAPP

(12) 97405-1363

AGÊNCIA WEB

DBGM Creative Studio

PARCERIA

MIDIASIM

© Alto Tietê Comércio de Resíduos e Serviços Ambientais Ltda. – Todos os direitos reservados.