logo-alto-tiete

blog Alto Tietê

Existe diferença entre a classificação de resíduos e a caracterização?

Existe diferença entre a classificação de resíduos e a caracterização?

Tanto a caracterização quanto a classificação de resíduos sólidos são processos fundamentais para o gerenciamento de toda a produção gerada e para a destinação correta, em especial por parte das empresas.

Se recorrermos ao dicionário, o termo resíduo significa: aquilo que resta ou sobra de um produto. 

Em especial, os sólidos pertencem à classe I ou II, sendo que a segunda se subdivide em A e B, e todo o processo de definição está associado à origem deles. 

Esses resíduos também são caracterizados quanto a sua composição e propriedades, para serem todos devidamente descartados, evitando dessa forma os danos que causam ao meio ambiente.

Quer saber qual a diferença entre a classificação e a caracterização deles para poder gerir melhor a produção do seu lixo? Continue a leitura!

Qual a importância do gerenciamento de resíduos?

Tão importante quanto saber a diferença entre a classificação e a caracterização dos mesmos, é também compreender a real importância do gerenciamento desse material.

A Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS) determina que toda empresa geradora desses materiais é obrigada a elaborar o Plano de Gerenciamento de Resíduos Sólidos (PGRS). 

O PGRS consiste em um documento que informa o tipo e a quantidade de cada resíduo sólido gerado.

Nele, também devem constar quais são as práticas, todas ambientalmente corretas, que a empresa usa em relação aos seguintes pontos:

  • separação,
  • armazenamento,
  • coleta,
  • transporte,
  • reciclagem,
  • destinação. 

Além de cumprir a legislação ambiental e ficar isento de multas e penalidades, ao elaborar o plano de gerenciamento a empresa garante a destinação correta ao lixo produzido.

Essa prática aumenta a sua credibilidade no mercado e conquista o seu consumidor, já que demonstra a sua preocupação e ação na proteção e sustentabilidade do planeta.

A classificação de resíduos e a caracterização dos mesmos são conteúdos obrigatórios para elaborar o Plano de Gerenciamento de Resíduos Sólidos.

Quais as diferenças entre a classificação de resíduos e a caracterização?

Como já falamos, tanto a classificação de resíduos quanto à caracterização são processos obrigatórios nos quais os detritos industriais devem passar e estão regidos pela NBR 10.004/2004, elaborada pela Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT).

Conhecer os critérios de cada um desses processos é essencial para o gerenciamento, descarte e tratamento devido aos diversos tipos de materiais produzidos, em especial pela indústria, comércio, etc. 

Classificação

A classificação dos resíduos sólidos envolve etapas importantes, começando pela identificação da atividade ou processo nos quais eles foram originados, bem como o reconhecimento dos seus constituintes e as características desses elementos.

No Brasil, essa aplicação é normatizada pela NBR 10.004/2004, tendo como base os potenciais riscos que os mesmos causam ao meio ambiente e seu objetivo principal é o gerenciamento adequado de cada uma das classes.

Esse processo é feito da seguinte forma:

Resíduos industriais de classe I

Esses resíduos industriais são classificados como perigosos ao ecossistema, representando riscos tanto para a natureza quanto para a saúde do ser humano. 

São materiais inflamáveis, corrosivos ou tóxicos, como graxas, pneus, lubrificantes, serragens e outros.

Resíduos industriais de classe II A (não inertes)

Os resíduos industriais de classe II A (não inertes) não são considerados perigosos, porque apresentam características de biodegradabilidade, combustão e solubilidade em água. 

Alguns exemplos são: fibras de vidro, materiais têxteis, restos de madeira e materiais orgânicos.

No entanto, mesmo apresentando as propriedades de biodegradabilidade esses materiais exigem uma atenção especial no seu descarte, porque podem apresentar os mesmos riscos dos que estão inclusos na Classe I.

Resíduos industriais de classe II B (inertes)

Essa classificação é dada a todo material que não oferece risco ao entrar em contato com a água e o solo.

Ou seja, eles não sofrem decomposição de forma rápida e não geram transformações físicas, químicas ou biológicas imediatas ao entrarem em contato com o meio. 

São exemplos de resíduos industriais de classe II B (inertes) os entulhos, sucata de ferro e aço, plástico e as latas de alumínio.

Abrimos um parêntese para destacar que o Brasil é o quarto maior produtor de lixo plástico do mundo, com mais de 11,3 milhões de toneladas dos mais variados tipos deste material, sendo que a embalagem PET está entre as campeãs de descarte.

Infelizmente, segundo o World Wide Fund for Nature, somente 1,28% do plástico produzido no nosso país é reciclado e reinserido na cadeia produtiva. O restante está indevidamente ocupando espaço em aterros e mares, ou seja, jogados na natureza.

Outras definições para os resíduos sólidos

Além da classificação de resíduos norteada pela NBR 10.004/2004, existem outras que você encontrará. 

Eles podem ser definidos como:

  • resíduos industriais: produtos químicos, metais, solventes, etc,
  • hospitalares: agulhas, luvas, máscaras e entre outros,
  • agrícolas: como as embalagens de agrotóxicos e de leite excedente,
  • comerciais: plástico, papéis, papelões e restos de alimentos, 
  • construção civil: tijolos, restos de esquadrias, madeiras e canos.

Além desses, ainda temos o lixo doméstico definido como orgânico e o reciclável.

Caracterização

Conhecendo o que é e como é feita classificação de resíduos é hora de compreender a utilidade da outra aplicação.

Antes dos materiais receberem a destinação final, cada um deles deve passar por um esquema de processamento e a caracterização tem grande importância para que essa etapa seja realizada devidamente.

É ela que determina os principais aspectos físico-químicos, biológicos, qualitativos e/ou quantitativos da amostra, ou seja, é uma análise que mostrará como cada resíduo é composto, auxiliando na classificação deles.

Como é feita?

Somente profissionais especializados devem realizar a caracterização, seguindo as normativas das NBR 10.004, 10.005 e 10.006, todas as normas da ABNT.

Esse processo envolve três fases.

Na primeira, é feita uma descrição detalhada em relação à origem do resíduo, bem como o estado físico que ele se encontra, cor, odor e demais aspectos gerais.

Na segunda, serão observados o estado físico atual, qual atividade industrial originou e qual o seu princípio constituinte.

Por fim, a última fase, onde é definida a sua destinação, que dependerá da classificação dos resíduos, ficando assim estabelecida:

  • aterro para resíduo perigoso,
  • aterro sanitário para os não perigosos,
  • aterro de resíduo inerte (solubilidade).

Eles podem também ser encaminhados para tratamento térmico: compostagem, incineração, co-processamento e outros.

Como você pode perceber, a classificação de resíduos e a caracterização deles é fundamental para que cada tipo de material receba o devido descarte, diminuindo os impactos que eles causam ao meio ambiente.

É importante também para que todos recebam o tratamento adequado e voltem para a cadeia produtiva e deixem de ocupar espaços em aterros, ou na natureza, de forma desnecessária e errada.

Precisando de uma empresa especializada para fazer todo o gerenciamento do seu lixo? Conte com o Grupo Alto Tietê.

Últimos Posts

Entre em contato

Siga nosso instagram

Curta nosso Facebook

Endereço

Av. Adhemar Pereira de Barros, 173
Jardim Santa Maria, CEP 12.328-300
Jacareí – SP

Atendimento

Segunda a sexta das 08h às 18h, exceto feriados

FIXO PARA TODAS AS REGIÕES

(12) 3591-0995

Institucional

E-MAIL

contato@grupoaltotiete.com.br

WHATSAPP

(12) 97405-1363

Equipamentos

AGÊNCIA WEB

DBGM Creative Studio

PARCERIA

MIDIASIM

© Alto Tietê Comércio de Resíduos e Serviços Ambientais Ltda. – Todos os direitos reservados.

Entre em contato

Siga nosso instagram

Curta nosso Facebook

Endereço

Av. Adhemar Pereira de Barros, 173
Jardim Santa Maria, CEP 12.328-300
Jacareí – SP

Atendimento

Segunda a sexta das 08h às 18h,
exceto feriados

FIXO PARA TODAS AS REGIÕES

(12) 3591-0995

E-MAIL

contato@grupoaltotiete.com.br

WHATSAPP

(12) 97405-1363

AGÊNCIA WEB

DBGM Creative Studio

PARCERIA

MIDIASIM

© Alto Tietê Comércio de Resíduos e Serviços Ambientais Ltda. – Todos os direitos reservados.

Endereço

Av. Adhemar Pereira de Barros, 173
Jardim Santa Maria, CEP 12.328-300
Jacareí – SP

Atendimento

Segunda a sexta das 08h às 18h,
exceto feriados

FIXO PARA TODAS AS REGIÕES

(12) 3591-0995

E-MAIL

contato@grupoaltotiete.com.br

WHATSAPP

(12) 97405-1363

AGÊNCIA WEB

DBGM Creative Studio

PARCERIA

MIDIASIM

© Alto Tietê Comércio de Resíduos e Serviços Ambientais Ltda. – Todos os direitos reservados.